Já falamos nesse post sobre a importância do Isolamento Térmico no motorhome e quais materiais você pode utilizar para fazer o seu. Agora vamos te contar passo a passo como fizemos o nosso isolamento térmico e te dar dicas valiosas que vão te ajudar a ter sucesso nessa etapa que é crucial para o seu conforto dentro do motorhome.

Quais materiais utilizamos?

Depois da nossa pesquisa chegamos à conclusão de que geralmente utilizar uma combinação de diferentes materiais é a alternativa para obter o melhor resultado para diferentes tipos de transferência de calor, por isso, para o nosso isolamento térmico vamos utilizar a combinação de 3 materiais:

Primeiros passos

Antes de iniciar o isolamento térmico, fizemos a estrutura da cama de alumínio, já que seria muito complicado realizar esse processo com o isolamento já colocado nas paredes. Falando em paredes, é importante se certificar que elas estejam totalmente preparadas para receber o isolamento, afinal, quando tudo estiver pronto, você nunca mais vai ver essas paredes novamente.

Veja alguns pontos que vale a pena prestar atenção:

[smart-grid row_height=”100″ last_row=”justify” margins=”15″ captions=”false” title=”false”]

[/smart-grid]

Quanto material comprar?

Após decidir quais materiais usar, foi necessário realizar o cálculo para saber quanto material será necessário para cobrir todo o carro. Essa parece ser uma tarefa simples, mas exige alguns cálculos importantes, afinal, você não quer ficar sem material no meio do processo, e obviamente quer evitar desperdício, já que isso impacta diretamente no seu bolso.

Para isso precisamos calcular o tamanho da área do veículo em centímetros quadrados e então dividir pela área de uma placa de XPS para saber quantas placas serão necessárias. No nosso caso, fizemos o seguinte cálculo:

Teto = 56.628cm²
Piso = 55.879cm²
Paredes laterais = 53.235cm²
Porta Lateral = 5.670cm²
Porta traseira = 6.000cm²
Teto da cabine = 10.920cm²

Metragem do carro: 188.332cm²
Placa padrão de XPS: 60x120cm = 7.200cm²
Cálculo final: 188.332cm² / 7.200cm² = 26 placas

Total de placas com margem (15% de sobra): 30 placas

Já para a manta aluminizada utilizamos dois rolos de 12m² e ainda sobrou o suficiente para fazer uma proteção para as janelas futuramente.

Para a espuma expansiva, precisamos comprar mais de 10 latas, mas esse é mais difícil de calcular, então fomos comprando conforme a necessidade.

Recortando no tamanho correto

O primeiro material aplicado foram as placas de XPS diretamente na lataria do carro. No início, fizemos moldes de papelão com as dimensões necessárias e só então recortamos as placas no formato ideal. Esse processo é interessante para evitar erros e desperdício, mas depois de alguns minutos percebemos que estávamos realizando um trabalho dobrado, e achamos mais eficiente medir os espaços e fazer os recortes diretamente nas placas.

Fizemos o recorte de todas as áreas, e para conseguir encontrar facilmente o que vai em cada lugar, escrevemos de caneta as informações do local que cada placa pertencia. Esse processo foi tedioso e pareceu durar uma eternidade, foram mais de 20 moldes diferentes cobrindo cada forma e cantinho do carro tanto no teto como nas paredes, mas foi importante para garantir que o material se encaixe completamente, evitando o desperdício e deixando mais fácil a aplicação.

Instalação do Isolamento Térmico

Aplicando o XPS:
Com o material cortado nas medias certas chegou a hora de iniciar a fixação. No início utilizamos a cola PregFácil para fixar os materiais do teto. O ideal é uma cola a base d’água para não agredir o material do XPS, mas somente para o teto foram 2 tubos da cola e achamos necessário mudar a estratégia, pois cada tubo custa R$26,90.

Optamos por continuar o processo utilizando a cola de contato, não é o ideal pois agride um pouco do material do XPS, mas foi uma opção boa considerando o poder de fixação. Para não causar grandes estragos, utilizamos uma camada bem fina de cola no XPS e uma camada mais densa diretamente na parede do carro, após aguardar alguns minutos, é só unir as duas coisas e a fixação acontece quase que imediatamente. (Importante: para manuseio da cola de contato é indispensável o uso de luvas e máscaras de respiração).

Para garantir uma boa fixação, principalmente no teto, utilizamos vigas de madeira para ajudar a sustentar e pressionar os materiais, nos poupando de ter que ficar vários minutos pressionando as placas contra a lataria.

Após a fixação das grandes áreas, realizamos recortes para encaixar o XPS em todos os pequenos espaços restantes. A sprinter tem uma curvatura do teto pra parede que mereceu uma atenção especial, além de uma parte da estrutura que é oca, onde foi necessário colocar diversos pequenos pedaços de XPS para conseguir preencher. É exatamente nesse momento que a espuma expansiva entra em ação.

Aplicando espuma expansível:
Além de ajudar a preencher o espaço oco da lataria, a espuma expansiva também foi utilizada em todas as emendas e locais sem XPS, garantindo um isolamento completo. É bem bagunçado e melecado manusear a aplicação da espuma, tome cuidado com toda a pele exposta e com o cabelo, pois é super difícil de remover espuma dessas partes. Uma vez que a espuma foi aplicada, deixamos secar durante algumas horas, ela enrijeceu e foi simples remover os excessos com estilete. Também utilizamos um pouco desse excesso para ajudar a preencher as partes ocas da estrutura da van e evitar desperdício de material.

Aplicando a manta aluminizada:
Com toda certeza essa foi a parte mais simples de aplicação do isolamento. Utilizamos cola de contato spray para ajudar a fixar a manta por toda a superfície e fizemos o acabamento com fita adesiva refletiva / aluminizada. A parte boa é que a nossa manta é a prova de fogo, então ela também nos deu uma segurança a mais com relação ao XPS que é inflamável. Outro lado positivo é que além da proteção térmica, a manta também tem proteção acústica, o que com certeza ajuda quando você decide fazer uma casa em “uma lata de metal”.

Finalização:

Para ajudar na sustentação da manta no teto e também servir de estrutura inicial para a parte de marcenaria, fixamos vigas de madeira nas colunas estruturais do carro. Isso pode fazer com que a gente perca alguns centímetros, mas irá facilitar a passagem dos fios da parte elétrica no futuro. Independente da forma que você irá fazer a fiação, é importante pensar nela na hora de fazer o isolamento, assim não terá problemas no futuro.

E agora?

Com tudo pronto e devidamente instalado, já foi possível começar a sentir a diferença de temperatura fora e dentro do motorhome. Agora é a hora de se preocupar com a climatização e transferência de calor por convecção, fique ligado para o próximo post!

Materiais Utilizados:

MaterialValor UnitárioValor total
30 Placas de XPS 60x120cmR$ 28,30R$ 849,00
2 rolos manta aluminizadaR$ 158,90R$ 317, 80
11 latas de Espuma ExpansivaR$ 47,9oR$ 526,90
6 ripas de sustentaçãoR$ 3,09R$ 18,54
2 tubos cola PregFácilR$ 26,90R$ 53,80
Cola de contatoR$ 25,90R$ 77,70